segunda-feira, 3 de abril de 2017

1 ANO


É amanhã...

É amanhã...



Sinto-me perdida na dor, na dor do teu corpo que não está.
Sinto-me gelada tanto quanto o teu corpo quando pela ultima vez lhe toquei.
Sou só eu e tu nestes dias, apetece-me abraçar-me ás memórias...
Apetece-me desarrumar as tuas coisas guardadas, para que pelo menos elas tenham vida, vida física em mim.
Gostava de poder apagar do calendário estas datas, por outro lado sei que ultrapassá-las me mostrará que sou capaz, e que vou sair delas, completamente destruída, mas viva.
Escolhi viver, por todos os que amo...
É difícil para mim viver, sou a personagem que escolhi ser nesses dias, e em tantos outros.. Sou a personagem, feliz e realizada. Quando me sinto simplesmente, amputada.
Gostaria de escrever hoje frases de amor profundo pois é só isso que sinto pelo meu filho...
Mas hoje estou gelada, atormentada, adormecida.
Mas escolhi levantar-me, tratar do que tenho a tratar...
Fazer da vida aquilo que eu escolho, hoje eu escolho chorar, mas andar..
Gritar para uma almofada, e sorrir para a minha doce filha Constança o tanto quanto possivel.
A actriz faz-me bem, começo a acreditar nela.
Ninguém me poderá dar palpites daquilo que deverei ser, eu sou o resultado do que a vida me deu.
Passado um ano, vêm as memórias, talvez por isso o meu coração bate devagar, e as minhas mãos transpiram geladas.
São memórias de um amor profundo...
São as memórias do dia em que salvei o meu filho do sofrimento..
São as memórias do olho no olho..
São as memórias de uma dor que não saía em forma alguma...
Memórias de um dia que sabia que iria chegar, o dia em que o meu filho quis partir, que mãe seria eu se não o ajudasse ?
Meu Filho, as saudades são destrutivas 
Meu Filho, tanto amor te tenho..
Meu Amor doce, dos beijinhos babados, lavo a cara para a sentir de novo molhada.
Vem-me tocar, vem-me abraçar, vem aos meus sonhos e mostra-me que é bom estar aí...
Sei que um dia nos vamos ver, espera por mim, enquanto isso: abraça-me de manhã.
Se eu soubesse de tudo o que iria ser a nossa vida juntos: eu seria novamente tua mãe. És o meu maior orgulho.
Hoje estou tão triste, desculpa.
Amanhã não sei como será.. 
Mas uma certeza eu tenho, o meu amor por ti cresce a cada dia.
Não vou ultrapassar, não vou fazer nenhum luto... Vou ter fases, vou escolher ser feliz, e tu? Tu farás sempre parte dessa felicidade, a felicidade de ter sido eu a escolhida para ser a tua "mamãmamamamamm" <3 span=""> 

No teclado não encontro letras para escrever o amor que tenho por ti deixo-te este AMO-TE.

A Mãe do Duarte

<3 br="">






7 comentários :

  1. Opa ......
    Forca querida ...
    Mta forca

    ResponderEliminar
  2. É muito raro eu chorar por algo, mas a tua história toca me dê uma maneira que não sei explicar. Não te conheço, e nem posso imaginar a tua dor!! És uma mulher guerreira! Força ❤❤

    ResponderEliminar